Bem Hajam!

Género(s): Literatura
Páginas: 160
ISBN: 9789722054966
PVP: 15,90 Euros

As reflexões de um grande escritor sobre a trágica história de um povo num relato cheio de ternura, entusiasmo e humor.

Depois de o governo soviético ter confiscado – ou, como Grossman preferia dizer, «prendido» – Vida e Destino, o autor assumiu a tarefa de rever uma tradução para russo de um extenso romance arménio. O texto era de pouco interesse para ele, mas ficou feliz por ter uma desculpa para viajar para a Arménia. Bem Hajam! é o seu relato dos dois meses que lá passou. Escrito em 1962, dois anos antes da morte de Vassili Grossman, esta obra não tem comparação com nenhuma outra do autor.
Este é, de longe, o seu livro mais pessoal e intimista, dotado de um ambiente de espontaneidade absoluta, em que Grossman parece estar simplesmente a conversar com o leitor acerca das suas impressões sobre a Arménia – as suas montanhas, igrejas antigas, gentes e costumes –, enquanto, ao mesmo tempo, examina os seus pensamentos e estados de espírito.
Relato maravilhosamente humano de uma viagem a um lugar distante, repleto das observações vívidas de um estrangeiro, Bem Hajam! é também uma reflexão de Grossman sobre o seu lugar na União Soviética como escritor, a dignidade humana e a sua mortalidade.


Vassili Grossman nasceu em 1905, na Ucrânia (em Berditchev, terra judaica, onde a sua própria mãe foi vítima do extermínio de judeus pelos nazis, em 1941-1942), e foi viver para Moscovo ainda jovem. Nos anos 1930 formou-se em engenharia química (como Primo Levi) mas começou a dedicar-se exclusivamente à escrita desde essa altura. Em 1941, tornou-se correspondente do Estrela Vermelha, jornal do Exército Vermelho, fazendo reportagens sobre a defesa de Stalinegrado, a queda de Berlim e as consequências do Holocausto. Vida e Destino, a sua obra-prima, foi um livro considerado tão perigoso na União Soviética que não só o manuscrito como também as fitas com que foi digitado foram confiscados pelo KGB, permanecendo desaparecido durante vinte anos. Grossman morreu em 1964, em Moscovo.

Vassili Grossman nasceu em 1905, na Ucrânia (em Berditchev, terra judaica, onde a sua própria mãe foi vítima do extermínio de judeus pelos nazis, em 1941-1942), e foi viver para Moscovo ainda jovem. Nos anos 1930 formou-se em engenharia química (como Primo Levi) mas começou a dedicar-se exclusivamente à escrita desde essa altura. Em 1941, tornou-se correspondente do Estrela Vermelha, jornal do Exército Vermelho, fazendo reportagens sobre a defesa de Stalinegrado, a queda de Berlim e as consequências do Holocausto. Vida e Destino, a sua obra-prima, foi um livro considerado tão perigoso na União Soviética que não só o manuscrito como também as fitas com que foi digitado foram confiscados pelo KGB, permanecendo desaparecido durante vinte anos. Grossman morreu em 1964, em Moscovo.

OUTROS LIVROS DO AUTOR